Exercitando a alma! (Distância entre duas pessoas)

Ana que conhecia João que era amigo de Luciano de Tal que trabalhava com Ana, cuja mãe conhece Isis que é esposa de João.

Quantas vezes nos deparamos com situações parecidas? Quantas vezes conhecemos fulano que conhecia cicrano e ….Ah, o irmão da Beltrana….Então pergunto: qual é a distância entre duas pessoas neste mundo tão vasto????

Não sei se vocês sabem, amigos Treino e Cia, mas existe uma teoria desenvolvida para explicar estas “coincidências”. É a “Teoria do Sexto Grau” ou “Teoria dos 6 Graus de Separação”. Esta teoria começou a ser desenvolvida em 1929 e recebeu reforço em 1967. Afirma que, no mundo, são necessários no máximo seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas.

Num estudo feito nos Estados Unidos, buscou-se, através do envio de cartas, identificar o número de laços de conhecimento pessoal existente entre duas pessoas quaisquer. Era assim: Cada pessoa recebia uma carta identificando a pessoa alvo e deveria enviar uma nova carta para a pessoa identificada, caso a conhecesse, ou para uma pessoa qualquer de suas relações que tivesse maior chance de conhecer a pessoa alvo. A pessoa alvo, ao receber a carta, deveria enviar uma carta para os responsáveis pelo estudo.

 

Nos divertimos muitas vezes nestas situações de conhecer pessoas que conhecem pessoas que conhecemos. Mas isto também nos remete a refletir na responsabilidade que temos com nosso comportamento e imagem, com nossa postura moral e nossa valorização enquanto pessoa, profissional, mãe, amiga ou o que quer que sejamos. Enfim, as pessoas vão saber o que somos, tenha certeza, lembre-se que o ciclo que separa você de um outro conhecido é de NO MÁXIMO seis graus! Se pensarmos bem, seis graus são bem pouco e o ciclo é facilmente fechado.

Como esta teoria foi desenvolvida lá no distante ano de 1967 (rsrsrs), creio que o ciclo está se fechando. Com a proliferação das redes sociais, talvez nem seja preciso mais de 6° graus para se chegar até alguém. Quantas vezes tomamos conhecimento das atitudes do outro porque conhecemos alguém que conhecia esse alguém?!

Interessante…

Agora, se você acabou de ler esta matéria e sentiu um friozinho na barriga porque poderá ser “facilmente descoberto”… rs, está na hora de rever sua postura porque o mundo … tão imenso na sua pequenez!… pode ser bem menor do que pensamos!!!! (brincadeirinha).

Um grande beijo e até logo!

Flávia Resende Branco é advogada e pós graduada em direito pela UFU.
Cronista por natureza.
Compartilhe

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>